Weby shortcut 1a5a9004da81162f034eff2fc7a06c396dfddb022021fd13958735cc25a4882f
Link Facebook
botão youtube

Alexandre Martins de Araújo

Atualizado em 27/01/17 14:10.

Reativar: lugares, naturezas e culturas.

Este projeto de pesquisa é caudatário de um projeto de extensão ligado ao Núcleo de História Ambiental e Interculturalidades (NUHAI), da Faculdade de História da Universidade Federal de Goiás. Enquanto extensão, as atenções do projeto estiveram voltadas ao seguinte desafio: recuperar, entre a comunidade do Bairro Caraíbas, do município de Aparecida de Goiânia, seus conhecimentos tradicionais e práticas de uso da natureza, colocá-los em circulação no âmbito da escola, e depois fazê-los retornar ao domínio da comunidade sob a forma de estratégias alternativas de desenvolvimento humano, destinadas a estruturação de um modelo integrativo de gestão local do ambiente. As experiências vividas pela equipe projeto, dentro da Escola Caraíbas, revelaram (e ainda revelam), complexas distensões que há entre as práticas de ensino e a multifacetada realidade socioeconômica da região. Tais distensões impedem, não somente o desenvolvimento de estratégias interdisciplinares como a própria percepção de sua importância no âmbito das relações ensino-aprendizagem. Diante de tais constatações, este projeto quer problematizar a prática do ensino de educação ambiental com base na ideia de que a maneira fragmentada como são tratados os impactos socioambientais no Brasil não apenas reforça os dualismos do tipo rural/urbano, centro/periferia, sociedade/natureza, como também impede que outras epistemologias, trazidas pelas populações que migram para os grandes centros, auxiliem na mitigação de impactos socioambientais urbanos, devido ao fato de serem, arbitrariamente, classificados como conhecimentos de um tipo inferior, não científico.

Listar Todas Voltar