Weby shortcut 1a5a9004da81162f034eff2fc7a06c396dfddb022021fd13958735cc25a4882f
Link Facebook
botão youtube

Carlo Patti

Atualizado em 27/01/17 15:47.

As origens do programa nuclear brasileiro, a cooperação com a República Federal Alemã e os reflexos para o Regime Internacional de Não Proliferação Nuclear (1952-1955)

Esta pesquisa analisará as origens do programa atômico brasileiro e a relevância internacional dele, com o fim de entender as origens da postura brasileira no regime internacional de não proliferação nuclear. Especial atenção será dada ao processo de negociação e implementação de acordos de cooperação nuclear entre o Brasil, país rico de minérios atômicos, os Estados Unidos e a República Federal Alemã, países dotados de conhecimentos e recursos industriais, científicos e tecnológicos. Entre 1952 e 1955 o Brasil tentou, através da colaboração internacional, sobretudo alemã, se tornar um país detentor do domínio da energia nuclear. Fatores internos e externos, todavia, determinaram o fracasso desse projeto. O presente estudo, que se insere na literatura sobre a postura do Brasil na ordem nuclear global, tem a finalidade de esclarecer, através da consulta de documentação inédita, uma fase pouco conhecida da evolução do regime de não proliferação nuclear. Para tanto, serão analisadas fontes documentais de arquivos brasileiros, estadunidenses, e alemães e consultadas coleções de entrevistas de história oral. O projeto contribui para o avanço em um dos principais debates na área de história da política externa brasileira ao tratar as origens da posição brasileira dentro do regime de não proliferação nuclear.

 

Entre norte e sul: o posicionamento brasileiro nas negociações sobre a ordem econômica internacional entre 1973 e 1981

Inserindo-se em uma rica bibliografia sobre a tentativa de reformar o sistema econômico internacional na década de 1970, o presente projeto de pesquisa tem o objetivo principal de explicar o posicionamento brasileiro nas negociações econômicas internacionais no período entre 1973 e 1981. Especial ênfase reservar-se-á para a contribuição da diplomacia brasileira nos anos 1974-1981, no âmbito do chamado "diálogo Norte-Sul" que compreende a longa Conferência sobre a Cooperação Econômica Internacional, que teve lugar em Paris entre 1974 e 1977 assim como a conferência de Cancún de 1981.

Listar Todas Voltar