Weby shortcut
logo 02 ppgh
UFG - Universidade Federal de Goiás
Link Facebook

Márcio Pizarro Noronha

Atualizado em 31/01/17 11:14.

Arte e estética na contemporaneidade: um estudo conceitual de objetos interartísticos e intermidiais (videoarte, videoperformance, videodança, cinema)

O estudo artístico, estético e histórico de objetos tecnológicos, intermidiaistransmidiais e interartísticos integra o campo da pesquisa em História e Teoria da Arte e suas interfaces com o domínio das poéticas visuais, audiovisuais e do corpo. Do ponto de vista de uma História e Teoria das Poéticas Artísticas (ou seja, um estudos das linguagens e das mídias), objetos configurados em torno da mídia vídeo (do audiovisual e ou do filme) transformando esta mídia tecnológica num espaço e num objeto adequado para a reflexão em torno de estéticas que configuram uma perspectiva do mundo contemporâneo. Assim, mídias audiovisuais podem ser abordadas pelo historiador da arte de um ponto de vista conceitual, caracterizando e reunindo conjuntos de objetos empíricos num enquadre de ordem tecnológica e midiática. Visando um conjunto empírico, trataremos de observar este conjunto através de catálogos documentais e festivais e de centros culturais, fundações e museus. Nestes catálogos, o alvo é a identificação das descrições e dos produtos artístico-tecnológicos apresentados nestas coletâneas, no perído que varia entre a década de 1990 e os primeiros dez anos do novo milênio – 1990-2009. Aqui o foco de estudo é o objeto interartístico-intermidial com ênfase para a descrição de obras e processos que tem como matriz paradigmática o audiovisual e o televisual, com produtos gerados na cultura e nas artes do vídeo – videocultura, videoarte, videoperformance, videodança, videogame – e suas relações com o campo expandido do cinema de caráter experimental.

 

Corpo e história da cultura artística em goiânia nos anos de 1960-2005

A década de 1980 assiste ao surgimento de novos modelos da cultura internacional artística em formas do marketing e da cultura pop internacional. O caso brasileiro já foi estudado em diversos textos acentuando as articulações entre dinheiro, mídia, marketing e cultura. O objeto desta pesquisa, dando continuidade aos estudos já desenvolvidos no Projeto A Geração 80, Arte e Juventude - A cultura artística na década de 80, as formas relacionaisdo individualismo e do tribalismo e suas atuações na formação do movimento artístico-cultural e juvenil Geração 80, que estudava a nucleação destes modelos no Estado do Rio Grande do Sul, pretende agora estudar as trajetórias artísticas individuais e grupais no Estado de Goiás, com ênfase para Goiânia, nos modos de sua inserção nos modelos desenvolvidos em plano internacional e nacional. Objetivos:Estudar as trajetórias artísticas individuais e de grupo com ênfase na década de 80 e abertura para os anos anteriores e posteriores (anos setenta e década de noventa) na cidade de Goiânia; estudar a história da arte do ponto de vista da história cultural, envolvendo manifestações plásticas, sonoras, e corpóreas, com ênfase para os estudos do teatro e da dança local. Metodologia: Estudos do tempo presente e geracionais, envolvendo a perspectiva da leitura e culturas profissionais, trajetórias e carreiras; estilos de vida e formas da prática artística; abordagens teóricas dos modos de ser e modo de ver, envolvendo as duplas entradas do campo narrativo (narratividade, história de vida e história oral) e do campo episídico (história eventual e história acontecimental), nos cruzamentos entre teóricos da arte e historiadores da cultura. Privilegia a busca de fontes documentais primárias em diferentes formas (textuais, audiovisuais, orais), intercalando técnicas de pesquisa de análise textual, de imagem e de performance de entrevistados.

 

Documentos de arte, documentos de artístas: manuscritos, livros, diários, correspondências e outras formas textuais nos processos de correspondências e outras formas textuais nos processos de criação artística e relações inter-artes e intercuturais

A pesquisa tem como objeto de estudo manuscritos, livros, diários, correspondências e outros materiais que integram o processo de criação de artistas modernos e contemporâneos (do final do século XIX aos dias atuais). O estudo destes "textos" exige a construção de um referencial teórico e metodológico de leitura. para desenvolver este referencial, nossa opção é a do estabelecimento das relações entre arte e clínica. para tanto, o projeto estabelece como objeto teórico o estado das relações entre criação e processo criativo e o campo dos estudos clínicos. Parte-se da leitura dos textos de Freud e seus desdobramentos nos estudos psicanalíticos (Lacan, Winnicott, Segal, Kofman, Regnault, Wolheim dentre outros) e nos estudos filosóficos de cunho pós-psicanalítico (Guattari e Deleuze, Derrida, Lyotard, Didi-Huberman dentre outros). A psicanálise é um discurso acerca da cultura, capaz de ocupar múltiplos lugares, afetando e contaminando as formas de pensamento. A psicanálise invoca um lugar de relação com o fenômeno da criação e do que venha a ser a criatividade, a partir de objetos artísticos (sonoros, plásticos, textuais, audiovisuais). Problema o estudo de livros, diários e demais formas textuais desenvolvidas por artistas, do ponto de vista das relações entre processos criativos e processos clínicos e das abordagens das relações interculturais (entre arte e psicanálise, entre arte e clínica) e inter-artes (abordagem de textos advindos de campos diversos da criação artística). Objetivos geral - estudar diários, livros, textos e outros materiais documentais escritos por artistas entre o final do século XIX e séculos XX-XXI (dias atuais) específicos - estudar as relações interculturais entre o campo psicanalítico e as manifestações artísticas (relações clínica e arte) a partir dos textos teóricos da psicanálise, da estética e das teorias das artes em geral; analisar, compreender e interpretar, a partir de procedimentos dos referenciais teórico-metodológicos adotados, documentos de artistas, em diferentes campos das artes; desenvolver uma revisão bibliográfica do tema da criação e da criatividade, do ponto de vista dos cruzamentos entre as teorias psicanalíticas e as teorias das artes (e das relações inter-artes) metodologia a pesquisa tem caráter bibliográfico, tanto no plano teórico quanto no empírico. O procedimento metodológico adotado é o do estudo dos textos, envolvendo o campo das leituras em psicanálise e os estudos em teoria da arte. os estudos de arte envolvem as premissas das relações inter-artes e dos estudos interculturais (cultura artística e cultura psicanalítica). O instrumento técnico de pesquisa adotado por este projeto é o do levantamento bibliográfico e o das técnicas de leitura e interpretação de textos.

 

Geração 80: arte e juventude

Estudo das trajetórias artísticas individuais e de grupos de artistas e sua inserção numa trama explicativa que envolve o desenvolvimento de carreiras marcadas por modelos internacionais da cultura artística da época e das transformações ocorridas no mercado mundial e nacional de bens simbólicos culturais e artísticos.Objetivo da pesquisa.Principal. Estudar as trajetórias artísticas individuais e de grupos de artistas na década de 1980, com ênfase para o eixo RIO-SP, a partir de um enfoque teórico histórico-antropológico das lógicas sociais e suas respectivas formações ideológicas do individualismo (Dumont) e do tribalismo (Maffesoli) Este é um estudo de uma década - os anos 1980 - e é também um estudo geracional - da Geração 80 -, envolvendo uma prática cultural e profissional específica em nossas sociedades - a prática da arte enquanto profissão e enquanto estilo de vida. É também um estudo diferenciado da História da Arte e da Cultura Artística compreendida aqui a partir da perspectiva adotada por historiadores contemporâneos sobre os modos de ser e os modos de ver de uma determinada época ou de um determinado contexto.

Listar Todas Voltar