Weby shortcut
Link Facebook
botão youtube

Luciana Lilian de Miranda

Atualizado em 13/06/17 15:30.

O pensamento modernista espiritualista brasileiro, 1919-1929

O presente projeto de pesquisa tem por objeto experiências traumáticas de interdição à linguagem elaboradas e expressas na produção artística coetânea e extemporânea e no material de propaganda oficial, no contexto das ditaduras latino-americas. Arte e propaganda constituem os dois corpora sobre os quais o estudo se debruçará. Consideraremos, como hipótese inicial, que parte da arte produzida nos períodos de exceção carrega a marca destes regimes não apenas nas representações que produz, mas na própria (des)articulação das linguagens artísticas. No caso da propaganda não se almeja estudar as representações do poder mas, antes, o lugar da falência do discurso, o momento em que o discurso de poder recalcitra, tomando a forma de um ato falho ou de um sintoma e, inconscientemente, expõe uma possível verdade sobre a sua constituição. Como é possível notar a partir das expressões "elaboração" "trauma" e "sintoma", este estudo apóia-se na psicanálise como forma de acessar a produção/interdição de sentido tanto na arte quanto na propaganda.

Listar Todas Voltar