Weby shortcut
logo 02 ppgh
UFG - Universidade Federal de Goiás
Link Facebook

Cooperação Internacional

Atualizado em 30/03/17 08:01.

Acordos de Cooperação Internacional

ALEMANHA

Katholische Universität Eichstätt – Ingolstadt (KUE)

“Ciências humanas e comunicação intercultural: interdisciplinaridade, comparação e compreensão” é o título do projeto que o PPGH desenvolve há quatro anos com KUE – Ingolstadt, no interior do Programa UNIBRAL (CAPES-DAAD). Este Programa visa fundamentalmente promover o intercâmbio entre docentes e estudantes das duas instituições. Professores alemães realizaram conferências, ministraram palestras e ofereceram workshops em diferentes oportunidades no PPGH. O professor Luiz Sérgio Duarte da Silva esteve, em mais de uma ocasião, em Ingolstadt, ministrando palestras e participando de seminários conjuntos no quadro desse projeto.

 

ARGENTINA

Universidad Nacional de Jujuy (UNJu)

Em 2014, o PPGH teve sua solicitação de apoio ao financiamento de um projeto de cooperação com a UNJu aprovada pela CAPES e pela Secretaria de Políticas Universitárias (SPU) da Argentina, no interior do Programa Centros Associados para o Fortalecimento da Pós-Graduação Brasil-Argentina (CAFP-BA). Coordenado pelos professores Cristiano Alencar Arrais e Marlon Salomon, esse projeto será executado ao longo de quatro anos e prevê o intercâmbio de professores, a realização de seminários conjuntos, o desenvolvimento de atividades de pesquisas conjuntas e a vinda de doutorandos e pós-doutorandos à UFG para a realização de estágios no PPGH. O Projeto fundamenta-se na perspectiva multidisciplinar e na dimensão comparativa dos estudos sociais. Pretende ainda colaborar com a instituição argentina no fortalecimento de suas atividades em âmbito da pós-graduação.

 

ESPANHA

Universidad de Salamanca

Entre março de 2012 e fevereiro de 2014, as Universidades Federais de Goiás e da Bahia desenvolveram um projeto em conjunto com a Universidade de Salamanca, da Espanha. Esse projeto foi financiado pela CAPES. Em 2012, o professor Élio Cantalício Serpa realizou um estágio de pós-doutoramento em Salamanca, onde realizou pesquisas sobre a atuação do Encarregado dos Negócios Estrangeiros da Embaixada brasileira em Madrid na época da Guerra Civil Espanhola e sobre o trabalho do Embaixador brasileiro Abelardo Roças no início do Governo Franco. Em 2013, o professor Noé Freire Sandes realizou missão de estudos em Salamanca, onde pesquisou os manuais escolares espanhóis pós-franquismo. Para além desse projeto, o PPGH desenvolve um acordo com a Universidade de Salamanca em parceria com Júlio Sánchez Gómez, que veio a Goiânia como professor-visitante em mais de uma ocasião.

Universidad Complutense de Madri

Em 2016, foi assinado o primeiro convênio entre a Universidade Federal de Goiás e a Universidade Complutense de Madri a pedido da Faculdad de Historia y Geografia, que recebeu uma doutoranda do PPGH com bolsa de doutorado sanduíche Capes no período de 2015/2016. Em 2015, o PPGH recebeu uma doutoranda da Universidade espanhola para estagiar. As relações são antigas, com pós-doutorado e bolsa hispânica para docentes do PPGH, mas agora foram institucionalizadas.

 

FRANÇA

École des Hautes Études en Sciences Sociales (EHESS)

Em 2013, o PPGH renovou seu acordo de cooperação com a EHESS, cuja primeira assinatura data de 2008. O professor Marlon Salomon esteve à frente dessas tratativas. O acordo prevê a promoção da mobilidade docente e discente entre ambas as instituições, o desenvolvimento de projetos em conjunto e a publicação de seus resultados. Professores franceses têm vindo a Goiânia regularmente para ministrar palestras, proferir conferências e oferecer workshops. Doutorandos do PPGH têm realizado estágios em Paris pelo PDSE-CAPES. Docentes do PPGH têm participado de atividades em Paris e realizado estágios de pós-doutoramento na EHESS.

Université de Picardie – Jules Verne (UPJV)

O acordo de cooperação com a UPJV busca promover a mobilidade docente e discente entre as duas instituições e o desenvolvimento de projetos e publicações em conjunto. O professor François Delaporte esteve em Goiânia para ministrar conferências e oferecer workshops e o professor Marlon Salomon esteve em Amiens em diferentes ocasiões como professor-visitante. Em 2009, incluiu-se nesse acordo a possibilidade de realização de doutorado em co-tutela e nesse mesmo ano um estudante de doutorado obteve a dupla titulação no interior desse acordo.

 

INGLATERRA

Bristol University-British Academy

“Global Nuclear Vulnerability” é o título do projeto de pesquisa desenvolvido pelos professores Carlo Patti e Benoit Pelopidas (Bristol University), cujo objetivo é analisar as reações de Brasil, França e Grã-Bretanha à crise dos mísseis de 1962. O projeto foi aprovado pela British Academy em 2014 e conta com financiamento do Newton Advanced Fellowship. Teve seu início em 2015 com previsão de duração de dois anos. O professor Patti deverá realizar estadias anuais de pesquisa em Bristol. Do lado britânico, o professor Pelopidas virá à UFG também anualmente. Estão previstas a organização de um workshop por ano no Brasil e na Inglaterra, minicursos e publicações em conjunto. O financiamento do projeto, previsto para ser executado em dois anos, é de 138 mil libras.

 

MÉXICO

Universidad Nacional Autónoma de México (UNAM)

O PPGH possui dois acordos específicos com a UNAM. Além dos projetos de pesquisa que os envolvem, trata-se de promover o intercâmbio docente e discente entre as instituições. Doutorandos mexicanos estiveram no Brasil realizando estágio e brasileiros foram ao México para doutorados sanduíches. A circulação de docentes nas instituições têm sido intenso e regular.

O primeiro deles vincula-se ao “Programa de Apoyo a Proyectos de Investigación e Innovación Tecnológica” (PAPIIT) e ao projeto “Nueva España: puerta americana al pacífico asiático (siglos XVI-XVIII)”. Ele trata da participação da Nova Espanha no Pacífico durante o período colonial e é vinculado ao Instituto de Investigações Históricas. Do lado mexicano, as professoras Carmen Yuste e Guadalupe Pinzón são as coordenadoras do projeto. O professor Alberto Baena Zapatero é o responsável por esse projeto no PPGH e em 2015 foi convidado como professor-visitante da UNAM no quadro de suas atividades.

O segundo convênio em curso é com o “Centro de Investigaciones sobre América Latina y el Caribe” (CIALC) e o “Programa de Posgrado em Estudios Latinoamericanos Humanidades y Ciencias Sociales”. Têm sido efetivados convites de ambas as partes para a publicação de obras individuais e/ou conjuntas entre as equipes de brasileiros e de mexicanos, inclusive com propostas de traduções de livros de um idioma ao outro. O Professor Eugênio Rezende de Carvalho traduziu o livro inédito do Professor Cerrutti-Guldberg, Pensando após 200 anos, publicado em 2012 em Goiânia. Em 2013, foi lançado no México, sob o selo editorial do CIALC/UNAM, a tradução em espanhol do livro “América para a Humanidade: o pensamento americanista de José Martí”, da autoria de Eugênio Rezende de Carvalho. A tradução foi realizada com o apoio da PPGH.

 

MOÇAMBIQUE

Universidade Pedagógica de Moçambique (UP)

A Universidade Federal de Goiás possui um tradicional acordo de cooperação com a UP por meio do qual vem apoiando a instituição moçambicana em atividades de formação e de transferência de tecnologias e saberes. No início de 2015, o professor Marlon Salomon esteve em Maputo com o intuito de aproximar a Faculdade de Ciências Sociais da UP do PPGH. O primeiro resultado dessa aproximação foi um acordo de cooperação institucional no interior do qual o PPGH incumbiu-se de participar da elaboração de um projeto de curso de doutoramento em História na UP. Esse trabalho foi realizado ao longo de 2015. Além da mobilidade docente e discente, estão previstas ainda a permuta bibliográfica e a transferência de material bibliográfico produzido pela UFG para a UP.

 


PERU

Pontificia Universidad Católica del Perú (PUCP)

O PPGH firmou em 2015 um acordo de cooperação com esta Universidade peruana, particularmente com o Programa de Pós-Graduação em Estudos Andinos, o único dessa natureza na América Latina. Seu objetivo é, além da integração e do intercâmbio docente e discente, fortalecer os trabalhos conjuntos de pesquisa entre pesquisadores das duas instituições. No início de março de 2015, a historiadora peruana Scarlett Rebeca O’Phelan Godoy esteve em Goiânia para proferir a aula inaugural do PPGH 2015 e para ministrar um minicurso aos estudantes do PPGH. Em 2016, um docente do PPGH realizou uma estadia em Lima. Além da circulação docente, pretende-se fortalecer o intercâmbio de discentes entre os dois Programas.

PORTUGAL

CHAM – Universidade Nova de Lisboa.

O PPGH possuiu um longo histórico de relações com o “Centro de História d’Aquém e d’Além Mar”. No final de 2014, formalizou-se um acordo de cooperação entre o CHAM e o PPGH quando da visita de João Paulo Oliveira e Costa, professor e diretor do Centro. No interior desse acordo, estão previstas a mobilidade docente e discente entre as duas instituições e participação em atividades de pesquisa conjunta. Os resultados dessas atividades serão apresentados em eventos e publicações conjuntos entre o CHAM e o PPGH. Observe-se ainda que o professor Alberto Baena Zapatero, docente do PPGH, é pesquisador associado ao CHAM.


Universidade de Lisboa

As relações entre o Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal de Goiás e a Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa datam de 2006, quando estruturou-se o Grupo de Pesquisa Luso-Brasileiro de Estudos Medievais, composto por investigadores de universidades brasileiras (UFG, UFF, UFRJ, UFRGS, UNESP/Franca, UnB) e de universidades portuguesas (UC e UL). Participa do grupo a Profa. Titular Dulce O. Amarante dos Santos. As reuniões do grupo ocorrem anualmente ora em Portugal e ora no Brasil e o resultado constitui-se em publicação de coletânea. A Universidade de Lisboa recebe há muitos anos os doutorandos com bolsa de doutorado sanduíche da CAPES e seus professores vêm ministrar cursos no PPGH. Em virtude desse histórico de relações entre as duas instituições foi assinado, em 2016, o aditivo ao Convênio já existente entre a UFG a Universidade de Lisboa.


Universidade de Coimbra
Os contatos entre o PPGH e a Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra remontam ao ano de 1996, quando a catedrática Dra. Maria Helena da Cruz Coelho esteve em Goiânia como professora-visitante. Mais recentemente, a partir de 2012, os contatos com a Faculdade de Letras voltaram a se firmar com a vinda do professor Saul António Gomes, também como professor-visitante. Essa relação amistosa resultou na ida da professora Armênia Maria de Souza a Coimbra para realizar Estágio Pós-Doutoral e sua inserção como pesquisadora no Centro de História, Sociedade e Cultura (CHSC) da instituição. Esse Centro é coordenado pela professora Irene Vaquinhas, que tem profundo interesse em estreitar laços com o PPGH. O professor Saul voltará bianualmente ao PPGH para ministrar cursos. A proposta desse convênio prevê publicações conjuntas, envios de alunos para a realização de doutorado sanduíche e participações em congressos em ambas instituições.

Listar Todas Voltar