Linhas de Pesquisa

 

HISTÓRIA, MEMÓRIA E IMAGINÁRIOS SOCIAIS

A linha de pesquisa História, Memória e Imaginários Sociais tem por objetivo problematizar a elaboração da história como forma de conhecimento e como narrativa. A memória é ordenadora da consciência e matéria-prima da história. Trata-se de problematizar a relação entre memória e história. Essa linha de pesquisa propõe-se a analisar a formação, a difusão e a apropriação de repertórios de imagens e discursos em diferentes espaços e tempos históricos. Os suportes dessas imagens e discursos encontram-se em diversas linguagens: verbal, escrita, gestual, iconográfica e simbólica, definindo as relações étnicas, de gênero e de poder. Memórias e imaginários sociais interligam-se na medida em que ambas configuram representações influentes na definição das identidades sociais.

 Docentes Integrantes: 

  1. Adriana Vidotte
  2. Alcilene Cavalcante Oliveira
  3. Ana Teresa Marques Gonçalves
  4. Armênia Maria de Souza
  5. Dulce Oliveira Amarante dos Santos
  6. Jiani Fernando Langaro
  7. Luciane Munhoz de Omena
  8. Maria Elizia Borges
  9. Yussef Daibert Salomão de Campos

 

FRONTEIRAS, INTERCULTURALIDADES E ENSINO DE HISTÓRIA

Esta linha tem como eixo a dimensão cultural da história. Articula elementos culturais, materiais e simbólicos sob os quais uma sociedade ou indivíduo vivem e refletem sobre sua relação com o mundo e com os outros.  Busca os significados dados pelos atores em ação, desde uma relação complexa entre evento e estrutura, onde a história é ordenada culturalmente e de diversos modos, uma vez que os significados são reavaliados quando postos em prática. A interculturalidade considera como as diferentes culturas pensam e concebem suas ações, temporalidades e o outro. Vale-se do dinamismo das culturas e tradições e da aproximação dinâmica dos saberes locais, ressaltando o agency dos grupos subalternos, enfatizando a circularidade cultural, com estudos que admitam conhecimentos complexos e interdisciplinares a partir de pluriepistemologias e múltiplos saberes. Seus campos: estudos de educação histórica e ensino de história em perspectiva intercultural, produção e aprendizado histórico, metodologias de ensino em história da arte e imagem, etnohistórias e identidades, relações étnicorraciais e história ambiental.

 Docentes Integrantes:  

  1. Alexandre Martins de Araújo
  2. Ana Carolina Eiras Coelho Soares
  3. Cristiano Nicolini
  4. Cristina de Cássia Pereira de Moraes
  5. Elias Nazareno
  6. Heloisa Selma Fernandes Capel
  7. Jean Tiago Baptista
  8. Leandro Mendes Rocha
  9. Maria da Conceição Silva
  10. Sônia Maria de Magalhães
  11. Rafael Saddi Teixeira
  12. Roberto Abdala Júnior

 

IDEIAS, SABERES E ESCRITAS DA (E NA) HISTÓRIA

Esta linha de pesquisa privilegia os estudos dos problemas inerentes aos processos de produção, às formas de apresentação e às funções do conhecimento histórico. Destacam-se os temas de natureza epistemológica, teórico-metodológica e/ou historiográfica, incluindo os debates sobre paradigmas historiográficos, filosofias da história, escritas e narrativas históricas, usos do passado, historicidade, além das dimensões espaço-temporais do conhecimento histórico. Para além do foco eminentemente teórico, a linha de pesquisa incorpora ainda investigações sobre objetos e temáticas nos campos da História Intelectual, História dos Intelectuais, História do Pensamento, História das Ideias (Políticas, Sociais, Científicas, Filosóficas etc.), História Conceitual, bem como História das Ciências e dos Saberes.

 Docentes Integrantes:    

  1. Carlo Patti
  2. Cristiano Pereira Alencar Arrais
  3. Fabiana de Souza Fredrigo
  4. Ivan Lima Gomes
  5. Luiz Sérgio Duarte da Silva
  6. Marlon Jeison Salomon
  7. Raquel Machado Gonçalves Campos
  8. Tiago Santos Almeida
  9. Ulisses do Valle

 

PODER, SERTÃO E IDENTIDADES

Esta linha de pesquisa reúne projetos de investigação que articulam dinâmicas sócio-econômicas, relações de poder e práticas políticas e institucionais, assim como movimentos e práticas sócio-culturais. Inclui ainda o estudo e crítica dos processos de colonização e modernização na América Latina, particularmente no Brasil e na região Centro-Oeste.  Engloba estudos sobre conjuntos discursivos, imagéticos e sonoros nos quais se fazem presentes representações de nação-sertão e campo- cidade, vinculando a questão regional às relações entre espaço e sociedade e à constituição de identidades regionais.

 Docentes Integrantes:  

  1. Cristina de Cássia Pereira Moraes
  2. David Maciel
  3. João Alberto da Costa Pinto
  4. Luiz Sérgio Duarte da Silva
  5. Marcos Antônio de Menezes
  6. Rildo Bento de Souza
  1.